Notícias

19/11/2012

Desempenho do varejo é favorável, avalia CNC

Fonte: Folha de Londrina com Agência Estado

O economista-chefe da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Carlos Thadeu de Freitas, avaliou que o desempenho das vendas de varejo ao longo deste ano é favorável. Para ele, o resultado do comércio varejista até setembro, divulgado na última terça-feira, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que o comércio ainda tem espaço para sustentar o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) por meio do aumento do consumo das famílias.

''Do ponto de vista macroeconômico, está ruim para a indústria, mas para o comércio o cenário ainda é favorável'', disse. Pelas previsões da CNC, as vendas do varejo (restrito) devem fechar 2012 com alta entre 8% e 8,5% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto o PIB deverá ter uma expansão de 1,5%. ''O varejo está crescendo bem mais do que o PIB'', destacou.

Segundo o economista, esse desempenho está associado ao aumento da massa salarial e da concessão de crédito ao consumidor. A expectativa dele é que o crédito ao consumidor cresça 8% este ano.

Para 2013, o economista, que foi diretor do Banco Central (BC), espera um desempenho menos favorável para o crédito. A expectativa é que os bancos estarão mais cautelosos e o aumento do endividamento das famílias deve conter um pouco mais a expansão do crédito. ''Mas não vai ser nada catastrófico'', disse.

Freitas previu que o crescimento do PIB no quarto trimestre será menor do que no terceiro. Pelas suas estimativas, o PIB cresceu cerca de 1% no terceiro trimestre e deverá ter uma alta de 0,9% nos últimos três meses de 2012. Para 2013, ele estimou um crescimento do PIB entre 3% e 3,5%.
 

Últimas Notícias