Notícias

11/07/2012

Conheça as respostas para cinco dúvidas frequentes de empreendedores

Consultores do Sebrae-SP respondem as dúvidas dos pequenos empresários

Fonte: O Estado de S. Paulo

Devo abrir uma loja de roupas no shopping ou em um bairro chique? Como eu posso calcular a minha parte em uma sociedade? Como definir o melhor financiamento para a minha empresa? Os empresários têm muitas dúvidas, que surgem todos os dias, e são parte integrante da rotina de administrar um pequeno empreendimento.

Mas para facilitar a tarefa de administrar uma empresa, o Estadão PME selecionou (e respondeu!) cinco dúvidas que estão entre as mais frequentes dos empresários, segundo informações do site do Sebrae-SP. No caso da dúvida sobre onde abrir uma loja, a resposta dos especialistas é que o empreendedor deve planejar com critério suas ações.

"A melhor forma é a preparação de um plano de negócios, que demonstra o mais detalhadamente possível seus recursos físicos, humanos, operacionais e financeiros. Essas informações também serão importantes para decidir onde será o seu ponto comercial", recomenda João Abdalla Neto, consultor de marketing do Sebrae.

Confira agora as respostas para outras quatro dúvidas comuns.

Como faço para calcular quanto vale a minha parte na sociedade da empresa?
De acordo com Luis Lobrigatti, consultor financeiro do Sebrae, "a situação patrimonial da empresa é o resultado do valor de tudo o que ela possui, deduzido tudo o que ela deve. O que a empresa possui é a soma dos saldos em caixa ou bancos, contas a receber, estoques, e valores atuais de imóveis, mobiliários, máquinas e equipamentos, veículos e outros bens."

O consultor acrescenta que para saber quanto a empresa deve é preciso considerar todas as dívidas, independentemente do prazo de vencimento. "A diferença desses valores será a situação patrimonial líquida da empresa."

Como definir o melhor financiamento para a minha empresa?
Para Luiz Ricardo Grecco, do Sebrae, a primeira coisa que o empreendedor deve ter em mente é que não existe financiamento caro ou barato. "Existem financiamentos que cabem ou não nos projetos da empresa. Antes de adquirir um financiamento, faça cotações", afirma o especialista.

De acordo com Grecco, a tarefa de obter um empréstimo não termina quando o empresário consegue a quantia em dinheiro que pretendia obter. "Invista em estabelecer um relacionamento de parceria para a construção da credibilidade. damos crédito para quem conhecemos. Logo, obteremos crédito de quem nos conhece. A falta de informação é a mãe dos riscos e níveis de governança corporativa conduzem a níveis de credibilidade.

Existem programas motivacionais para microempresas?
Para Ruy Soares de Barros, programas motivacionais podem ser aplicados em empresas de qualquer porte. "Não um formato ideal, mas é fundamental que ele esteja de acordo com a cultura da empresa, seus valores e sua missão. Antes de tudo, o gestor deve identificar a percepção que seus colaboradores têm da empresa – o que entendem do negócio, o que pensam da liderança exercida, a imagem que têm da empresa e o grau de satisfação em fazer parte da equipe", analisa o especialista.

O que levar em conta para reajustar o preço dos meus produtos?
O Sebrae defende que o empreendedor precisa analisar três aspectos antes de definir uma política de preços para o seu negócio: competitividade do mercado, custos e despesas de produção e rentabilidade.

O preço de uma mercadoria é a soma dos custos de produção com o lucro, limitado pelo valor que os clientes estão dispostos a pagar por ele. Ou seja, para o cliente, o preço é definido pelo valor que ele ao seu produto que você oferece. Para a empresa, o preço é o valor que cobre os custos do produto, e ainda proporciona lucro.

 

Últimas Notícias