Clipping de Notícias

09/12/2013

09 de dezembro

Bom dia!

Obras que estão paradas - à espera de alvará - estão na primeira página da Folha. Jornal destaca três principais: Angeloni, Condor e Sesc/Senac. Elas aguardam para assinar um termo de compromisso redigido pela Procuradoria do Município onde vão se comprometer a realizar as medidas mitigadoras e compensatórias relativas ao tráfego que vão gerar. Segundo o Sinduscon, nas três obras serão investidos cerca de R$ 140 milhões. "Não entendo essa lógica. A Prefeitura está correndo atrás de impostos. Mas ela tem impostos na mão e não pega", afirma o presidente da entidade, Gerson Guariente. Só de Imposto sobre Serviços (ISS) das obras, seriam cerca de R$ 5,8 milhões. O presidente da Acil, Flávio Balan, cobra agilidade da Prefeitura. Segundo ele, não faz sentido os projetos ficarem parados tanto tempo. Para Balan, existe um "boicote" do segundo escalão de servidores aos projetos. Ele lamenta que a Procuradoria ainda não tenha liberado as licenças sendo que o Ippul já analisou os aspectos técnicos. "O Sesc/Senat tem uma importância enorme para a região norte e toda Londrina e é lamentável que ainda não esteja sendo construído", afirma.

No JL desta segunda temos como foco as patentes: Universidade e empresas se unem para elevar registros. Vamos aos fatos: temos muitas universidades e centros de pesquisa mas, apesar disso, de 2003 a 2011, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) concedeu apenas 11 patentes para a cidade. Os dados constam no Manual de Indicadores de Desenvolvimento 2013, produzido pelo Fórum Desenvolve Londrina. Para reverter esse quadro, a UTFPR em Londrina tomou a iniciativa de chamar empresários para discutir parcerias e uma aproximação universidade-empresa. Projetos de pesquisa voltados para inovação de pequenas e médias empresas podem ser um dos resultados do encontro. De acordo com Claudio Tedeschi, o País investe cerca de 2% do PIB em pesquisa, “o que é um número bom e similar a de países desenvolvidos”. “Mas isso só resulta em 0,18% das patentes mundiais e isso se deve ao fato das pesquisas serem aleatórias e não voltadas para soluções.”

Se alguém quiser um balanço da ação do Ministério Público na Codel na semana passada, JL publicou matéria no domingo. Três pessoas foram presas - entre elas um servidor da prefeitura (Eduardo Reale) - e uma investigação foi aberta pelo prefeito para apurar os fatos. “A sensação é de ter perdido um ano de trabalho, um esforço gigantesco para resgatar a credibilidade e, então, vem uma decepção gigantesca”, disse Kireeff. Link está abaixo.

Essa notícia é de sábado, mas vale pelo conteúdo. Nesse dia, a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, sinalizou em entrevista coletiva que a Ferrovia Norte-Sul vai passar pela região norte do Paraná. O traçado original do projeto do passa por sete estados brasileiros e prevê, ainda, uma linha reta passando por Apucarana, Guarapuava e Chapecó (SC). Uma mudança sugerida pela empresa responsável pelas obras muda o ramal de Apucarana para o oeste do estado (Guaíra e Cascavel). "Ainda está em análise. Mas é importante frisar que a ferrovia vai ser interiorizada. A intenção é fazer com que o projeto contemple o maior número de pontos possível. Acredito que deva passar por esta região também", disse. Vamos continuar acompanhando.

Amanhã é aniversário de Londrina - que completa 79 anos, mas o comércio de rua estará com as portas abertas das 9 às 18 horas.

Ótima segunda para todos e até...


Folha de Londrina
Grandes obras esperam autorização da Prefeitura - Angeloni, Condor e Sesc/Senac ainda não conseguiram alvará para iniciar suas construções em Londrina

Jornal de Londrina
Universidade e empresas se unem para aumentar número de patentes - Polo universitário e centro de tecnologia, Londrina tem poucas patentes concedidas, por distanciamento entre universidades e setor empresarial. Iniciativa pode mudar quadro

Crise na Codel gera nova mancha no Executivo - Após a prisão temporária de um servidor público, de uma corretora e de um empresário, o prefeito Alexandre Kireeff (PSD) abriu investigação interna, anunciou pente fino, mas, acima de tudo, lamentou
 

Últimas Notícias